Grupo Fritos

Grupo de Estudos de Música Corporal (Percussão, Voz e Movimento)

O Corpo e a Música em Cena

Autora: Lilian Akemi

A música corporal, por si só, já pressupõe o envolvimento do corpo. Corpo como meio, instrumento, origem e fim de uma sonoridade sempre peculiar e única, a própria impressão digital em forma de som.

Mas como esse mesmo instrumento pode funcionar também como recurso cênico? Como essa música tão particular conseguiria provocar novas dinâmicas, nuances e revelações dentro de um contexto teatral?

Essas são questões que me envolvem e me motivam em algumas atividades que pratico no momento. Dentro do núcleo de teatro Ausência em Cena, de São Bernardo do Campo, estou trabalhando como alguém que contribui para o trabalho musical dos atores.

O principal objetivo é estimular a invenção de atmosferas sonoras, executadas pelos próprios envolvidos em cena e, a princípio, sem outros instrumentos que não sejam o corpo, a voz.

É muito curioso perceber como os atores já possuem certa disponibilidade para escutar, se expor e lidar com o outro. Mas, o que, na minha opinião, alimenta com mais intensidade essa conversa entre a música e o teatro é a habilidade de aceitar o corpo no seu estado presente – ou seja, estar engajado no lugar e no tempo atuais, o famoso “aqui”, o famoso “agora”!

Com essa presença, uma nota musical, um movimento ou uma palavra ganham força diferenciada, como se, por alguns instantes, as outras evocações desaparecessem – o hoje de manhã, o amanhã quem sabe, quaisquer mecanicidades do dia a dia…o osso que estala e o ar que sai podem virar música, é possível que uma nova lógica sonora e cênica aconteça, sem dever nada ao que já conhecemos como regra preestabelecida dentro dessas artes.

E aí, me parece que esse mesmo corpo pode virar festa de criança que descobre um universo novo num objeto cotidiano e “insignificante”, porque ela está aberta a ouvir, a olhar, a deixar que até as coisas mais simples a surpreendam.

Anúncios

2 comentários em “O Corpo e a Música em Cena

  1. cadublogpress
    12 de maio de 2012

    Boa Lilian, ótimo artigo. Valeu!

  2. Pedro Consorte
    13 de maio de 2012

    Boa Lilian!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 10 de maio de 2012 por em Reflexões.
%d blogueiros gostam disto: